LV Store

dicas para o seu negócio

9 dicas da LV Store para o seu negócio

Olá, meninas! Vocês sempre me pedem dicas sobre como empreender e, depois da live que fizemos em junho, decidi resumir tudo em 9 dicas para impulsionar o seu negócio que vão te ajudar logo nesse comecinho da jornada empreendedora.

Vamos lá?

Iniciando uma carreira empreendedora? Veja essas dicas para o seu negócio!

Diferencial

Hoje em dia, com o acesso fácil à informação e o desenvolvimento da tecnologia ficou bastante fácil abrir um negócio, um ecommerce, as redes sociais para a sua marca e começar a vender.

Mas é difícil criar e ser diferente!

Então a primeira das dicas para o seu negócio que eu trago aqui, e que acredito ser a mais importante de todas é, já no início, escolher qual vai ser o seu diferencial em relação aos outros negócios do seu segmento.

Se a qualidade dos seus produtos vai ser muito diferente, se o preço vai ser muito mais baixo ou se o atendimento vai ser diferenciado, ou até mesmo se o produto ou serviço é inovador, com um design diferente ou uma forma de fazer completamente nova.

É importante entender qual é o diferencial da sua empresa, que problemas ela vai resolver na vida do consumidor e consequentemente você conseguirá traçar uma         linha de comunicação em cima desse diferencial.

Aprenda a precificar

Muitas pessoas têm dificuldade em colocar os preços nos produtos, mesmo porque não entendem muito bem a básica de precificação, ou então não entendem a diferença entre preço e valor.

Até porque o preço do seu produto pode não ser o valor do seu produto.

Como assim?

Por exemplo, você não paga o preço da bolsa Louis Vuitton, porque se analisar bem o produto vai notar que é uma bolsa de couro, com zíper e rebites (claro que tudo de melhor qualidade), mas ainda assim feita basicamente através desses materiais.

Se você colocar na ponta do lápis o custo dos materiais e fazer o markup, vai perceber que o valor pago não foi o preço real, mas sim o valor e status de possuir uma bolsa da Louis Vuitton.

Parece estranho, né? Mas levando em consideração a marca da qual estamos falando e o valor que a marca agrega, eles podem sim cobrar um valor muito acima do custo.

Para as empresas mais consolidadas no mercado, isso já é uma realidade!

Eu, por exemplo, hoje já consigo cobrar um pouco a mais nos meus produtos devido à imagem da marca e todo o valor e experiência entregue junto ao produto.

Porém, para quem está começando, é muito importante que o processo simples de precificação seja feito da maneira mais completa possível. Pensar em todos os custos (todos mesmo) que está dentro do produto – embalagem, durex, etiqueta, impostos…

Uma observação importante: tem muito empreendedor que ilude a si próprio ao definir o custo do produto. Tudo, absolutamente tudo que te gera custo, deve ser levado em consideração na precificação.

Conhecimento do público

Você deve conhecer muito bem quem é o seu público! Tanto o público que você deseja atingir quanto o público que você já tem.

Ao contrário do que muita gente pensa, para conhecer o seu público você não precisa ser um expert em marketing digital e desenhar a persona perfeita logo de primeira. Você pode usar da proximidade que tem com os seus clientes, por ser uma empresa menor, e descobrir em linhas gerais quais as características, escolhas, lifestyle mais marcantes do seu público.

Algumas das opções viáveis para você coletar informações é abrir uma caixinha de perguntas no seu Instagram e dedicar um tempo com posts e interações. Dessa forma você descobrirá quem é seu público, o que ele faz no tempo livre, o que ele gosta e o que não gosta, locais que frequenta.

Se você fizer isso, pode ter certeza que a sua loja, de uma forma geral, terá uma conversão muito maior!

Se eu sei o que o meu público gosta de fazer nos finais de semana, eu sei exatamente que tipo de roupa eu posso oferecer para ele.

Se o meu público gosta de ir para a festa, não adianta eu oferecer uma camisa e uma calça de alfaiataria, com um blazer para trabalho super sério em cáqui. Não vai vender!

Por mais que eu ame, não adianta eu oferecer o que eu sei que não vai vender, porque o meu público não tem interesse em comprar. Primeiro eu conheço meu público, depois desenvolvo o meu produto e o aperfeiçoo.

Se o meu público é jovem e gosta de festa de fim de semana, então eu produzirei roupas mais brilhosas, em lurex, focarei em saias e peças básicas que podem combinar com vários looks.

Ah, e não se esqueça que seu tom de fala tem que ser assertivo e tudo deve caminhar junto na sua estratégia de marketing.

E-commerce

Ter uma plataforma de e-commerce com todas as funcionalidades e um bom atendimento no suporte é muito crucial.

Além de você ter a opção do atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana, você também pode atender e entregar seus produtos em todo o Brasil.

Outro ponto muito positivo é que a plataforma de e-commerce torna possível unir todos os seus produtos em um único lugar, o que faz com que o cliente aumente o seu ticket médio.

A venda limitada pelo Whats ou Instagram também limita a visualização do cliente. Vamos pensar em um exemplo?

Se você se utiliza apenas dessas ferramentas para vender seu produto, tem que se atentar ao fato de que dificilmente o cliente irá rolar todo o feed para ver todos os produtos. E pode ser que aquele produto perfeito para ele passe despercebido ou nem mesmo seja visualizado.

Lembrando que uma boa plataforma de e-commerce também conta com um gerenciamento de pedidos muito mais prático e rápido.

Mídias sociais

É muito importante hoje em dia ter presença em várias redes sociais, mas não adianta só estar presente nas redes e manter um canal mal feito, sem conteúdo, ou pior, sem atendimento e pós venda.

Dando um exemplo bem pessoal, fico chateada quando quero comprar em uma loja, acabo enviando uma mensagem pelo Direct, tirar uma dúvida, e a marca simplesmente não visualiza ou não responde.

Ter uma rede social completa e com atendimento ágil é, de certa forma nos dias atuais, uma obrigação de toda marca que deseja ser bem sucedida.

As fotos devem estar bem alinhadas e com boa iluminação, não pode, de forma alguma, apresentar erros de gramática. É necessário ter constância nas postagens (um cronograma prático) e aprender pelo menos o básico para conseguir utilizar os recursos  das redes sociais.

Transparência

Principalmente para as marcas que estão começando e que sofrem ainda com a falta de confiabilidade, criar uma relação humana com o seu consumidor e ser transparente são as formas mais fáceis para conquistar o seu público.

Gastar um tempo do seu dia para contar para o seus seguidores um pouco do seu backstage, dos envios ou da produção é uma boa maneira de se aproximar.

E, caso algo dê errado, como atrasos nas entregas, ou lotes produzidos com avarias, é importante que a marca se posicione de forma clara, incisiva e rápida.

Nada aproxima mais as pessoas que uma conexão humana. Não adianta querer vender uma loja perfeita, porque lojas perfeitas não existem, uma vez que são feitas e administradas por pessoas e pessoas não são perfeitas.

Instagram

O Brasil é o 3º país com mais usuários no Instagram, então essa rede social toma um espaço muito grande na vida da maioria das pessoas.

Serve literalmente como uma vitrine gratuita, porque você pode expor o seu produto sem custo algum e, se você for capaz de criar conteúdo relevante, pode se destacar por um baixo custo.

Para você ser visto, você tem que basicamente ser útil, então você pode ensinar algo, solucionar o problema de um possível cliente ou entretê-lo.

O que mais rola no Instagram atualmente, principalmente em época de pandemia, é o DIY – DO IT YOURSELF- então, por exemplo, se você ensina uma pessoa a customizar uma camiseta, esse é um vídeo ‘útil’, então a chance dela se manter mais tempo vendo o seu conteúdo e o Instagram entender como uma métrica positiva e disparar para mais pessoas é grande.

Você também pode solucionar o problema de alguém. Por exemplo, minhas clientes gostam muito de ir em festas, mas não têm certeza de como combinar o look, então eu faço a consultoria e entrego a solução pronta.

Se elas querem ir para o Rock in Rio, eu monto 30 opções de looks para ir ao Rock in Rio. É um item a menos com o qual as minhas clientes precisam se preocupar. É só acessar o site e adquirir o look completo.

Outra forma de criar conteúdo é o entretenimento, foque nos challenges com musicas virais.

E se você tiver publicações recorrente, se estiver presente todos os dias e focado nas tendências, utilizando todas as ferramentas (IGTV, stories, Reels, Instagram Shopping, etc.), seu Instagram ficará mais completo, e terá mais reações por parte dos usuários, o que ajuda nos algoritmos da ferramenta.

Influencers

Os influencers são uma forma de marketing muito importante nos dias de hoje.

As pessoas estão carentes de um contato próximo, de uma figura humana para se inspirar. A maioria das pessoas segue uma religião, um posicionamento político, um time de futebol e está sempre em busca de algo para seguir, que lhe dê um direcionamento.

Os influencers chegam para cobrir essa necessidade das pessoas de enxergar alguém e ter um objetivo a alcançar, seja se tornar mais parecido com essa pessoa, ou alcançar sucesso da mesma forma ou até ter o mesmo estilo de vida.

A escolha dos influencers deve ser de acordo com os objetivos das suas ações. Descubra se você tem foco em vendas, ou visibilidade, ou até mesmo nos dois. Sempre pensando, é claro, no seu nicho e garantindo que o influencer está inserido no mesmo meio que seu público.

Outra dica muito importante é escolher um influencer que seja famoso por aquilo que você quer apresentar e, consequentemente, vender aos seus clientes.

Atendimento

Hoje em dia as pessoas pecam muito no atendimento online. Na minha opinião, está entre os itens que os empreendedores mais pecam.

Há uma certa dificuldade de atender no online da mesma forma como se atende presencialmente. A demora para responder, as respostas curtas, incompletas, e a dificuldade de sanar um problema de forma rápida está entre as maiores reclamações na internet.

Assim como no atendimento físico, o online tem que ser bem dinâmico e muito cordial, mantendo a linha de comunicação da empresa.

 

Dicas para o seu negócio: algumas ferramentas auxiliam a manter o atendimento rápido e funcional. Tanto no Instagram, quanto no WhatsApp Business há opções de respostas rápidas em que você cadastra uma palavra como chave e o texto para aquela palavra. Então, por exemplo, tenho muitas perguntas sobre o tempo de entrega da minha loja, posso cadastras a palavra entrega e colocar um texto completo, bem redigido e cordial, explicando sobre o prazo de entrega da empresa.

O e-mail com domínio próprio (@lvstore.com.br, por exemplo) é um investimento de baixo custo e traz um ar de seriedade para a empresa.

 

Gostaram das minhas dicas para o seu negócio? Então envia esse conteúdo para todas as suas amigas empreendedoras!

 

Beijos,

Letícia Vaz

 

Leia também: Resumo de um final de semana incrível: LV no Workshop da Go Shop Eventos!

Nenhum Comentário
Faça um comentário